Bactérias enológicas

Produza o vinho que você tinha em mente com as bactérias VINIFLORA®: soluções naturais para fermentações maloláticas e bioproteção.

Com os nossos amplos conhecimentos sobre bactérias do ácido lático e controle da fermentação, criamos uma linha de bactérias maloláticas que abrange todos os tipos de aplicações para produção de vinhos e que traz aos vinicultores as melhores cepas de Oenococcus oeni e Lactobacillus plantarum para seus vinhos.

A nossa abordagem é bem simples: a produção de uvas e as fermentações alcoólicas atualmente são bem administradas e controladas por viticulturistas e depois pelos vinicultores. No entanto, há uma falta de foco no controle da fermentação malolática, o que destrói uma parte importante do bom trabalho feito anteriormente! 

A linha de bactérias VINIFLORA® foi criada a partir de várias cepas selecionadas para abranger as principais necessidades identificadas, tanto por meio do diálogo constante com os vinicultores como também pela análise das demandas presentes e futuras dos consumidores.

Perfis de sabores sofisticados para refletir a diversidade dos vinhos 

As cepas VINIFLORA® podem ajudar a modular a quantidade de diacetil (sabores amanteigados e cremosos) produzido durante a fermentação malolática, desde a sua produção zero (com CINE) até a maior taxa de conversão possível com a CH35, que dá aos vinhos um toque adicional de complexidade.

Os vinicultores também podem selecionar a cepa a ser utilizada de acordo com o perfil final de sabor desejado, por exemplo, ao aumentar a intensidade do sabor de frutas com NOVA, CINE, CH16 ou OENOS2.0 em vinhos tintos, rosé ou brancos. Esta modulação da intensidade do sabor é um processo natural, no qual as cepas de bactérias selecionadas mostram sua capacidade – ou falta de capacidade – de converter alguns tipos de precursores de sabor que já se encontram presentes no vinho.

Soluções eficientes para reduzir o teor de enxofre final de um vinho e obter vinhos mais autênticos 

A cepa CINE atualmente é muito utilizada em vinhos brancos e rosé para controlar a fermentação malolática sem afetar o perfil de sabor do vinho. Agora os vinicultores podem obter esta fermentação secundária nos vinhos que tradicionalmente não passam por fermentação malolática: vinhos rosé ou vinhos brancos frutados das seguintes variedades de uvas aromáticas: Sauvignon Blanc, Riesling ou Viognier. 

A consequência principal é um vinho estabilizado por meio de uma solução microbiana no lugar de sulfitos, que são tipicamente utilizados para matar microorganismos e evitar o desenvolvimento de bactérias indesejadas. 

Produtos altamente concentrados para maximizar os efeitos bioprotetores e assegurar uma fermentação perfeita

A Chr. Hansen traz aos vinicultores algumas ferramentas poderosas para controlar suas fermentações maloláticas, graças a uma variedade de produtos bacterianos de alta qualidade, prontos para inoculação direta: a tecnologia 'DVS®'. As diferentes cepas VINIFLORA® abrangem um amplo espectro de aplicações para vinhos: desde complicados vinhos de base para espumantes, originários de áreas frescas ou frias, a vinhos de alto teor alcoólico, produzidos em climas extremamente quentes. Em todos os casos, controlar a velocidade da MLF é um fator-chave para o sucesso. Em alguns casos, as vinícolas buscam as soluções mais rápidas, e é nesse momento que as cepas CH11, OENOS™ 2.0, CH16 ou NOVA se tornam opções muito boas para responder à "necessidade de velocidade". Em outros casos, pode ser necessária uma desaceleração, o que torna as cepas CH35 e CiNE™ a escolha ideal.

Saiba como as soluções VINIFLORA® podem ajudar a produzir o vinho que você deseja e oferecer bioproteção para o mosto, o vinho e sua marca com soluções microbianas naturais

Veja o estado das bactérias enológicas da Chr. Hansen: adequadas para a produção de vinho orgânico na UE e EUA

Quer saber mais?

Compartilhe