Descobrindo a ciência por trás dos HMO

Como os HMO funcionam no corpo?

Após a ingestão, os oligossacarídeos do leite humano (HMO) são resistentes à digestão no trato gastrointestinal superior, alcançando o trato digestivo inferior totalmente intactos. Ao chegar lá, os HMO servem como prebióticos naturais, ou ​“alimento​” para os probióticos. Assim, eles ajudam no crescimento e desenvolvimento do microbioma intestinal infantil.

Além disso, foi demonstrado que os HMO ajudam na integridade intestinal, no desenvolvimento do cérebro, nas capacidades cognitivas e na saúde imunológica. Eles têm impacto no desenvolvimento natural do microbioma neonatal. Os HMO foram estudados cientificamente para ajudar no desenvolvimento dos sistemas imunológico e digestivo normais em prematuros.

Nossa equipe de pesquisa se concentra em explorar e desenvolver ainda mais os benefícios para a saúde dos HMO.

 

Os HMO são semelhantes a outros prebióticos, como GOS/FOS?

Embora todos pertençam à classe dos prebióticos, eles se diferenciam substancialmente em sua estrutura e função. Além disso, os HMO são os únicos prebióticos que aparecem naturalmente no leite materno. Além de serem bifidogênicos, promovendo o crescimento de bifidobactérias benéficas no trato intestinal , os HMO também ajudam na saúde e no bem-estar intestinal, ajudam no desenvolvimento do cérebro e no equilíbrio do sistema imunológico.

 

Principais funções dos HMO

Existe um panorama de estudos sobre os benefícios dos HMO. Informações principais:

  • Em estudos científicos, bebês que consumiram uma fórmula infantil com 2’-FL apresentaram um perfil de proteínas associadas à resposta imunológica, que é comparável ao de bebês amamentados.1 Concentrações aumentadas de 2’-FL e 6’-SL no leite materno estão associadas à melhora do neurodesenvolvimento no primeiro mês de vida.2

  • Acredita-se que os HMO auxiliem o sistema imunológico e ajudem na saúde e integridade intestinal. HMO específicos se ligam a proteínas de ligação ao glicano nas superfícies celulares que são essenciais nas respostas imunológicas.3 Acredita-se que vários HMO promovam uma microbiota equilibrada por meio de diferentes mecanismos, por exemplo, favorecendo bactérias saudáveis. Os HMO promovem diferentes vias no sistema imunológico e, portanto, acredita-se que também apoiem áreas relacionadas à saúde imunológica, como a saúde da pele e a saúde respiratória.4

  • Acredita-se que concentrações mais altas de 2’-FL no leite materno ajudem no desenvolvimento cognitivo no início da vida. 5

  • Em sua natureza como prebióticos, os HMO servem como alimento para bactérias do intestino que têm a capacidade de metabolizar oligossacarídeos. Diferentes Bifidobactérias, Bacteroides e outras bactérias benéficas como Lactobacilli e Akkermannsia6 podem usar os HMO diretamente ou devido à alimentação cruzada. Ao promover bactérias boas, o crescimento de bactérias do intestino potencialmente prejudiciais é reduzido. Além disso, ao secretar metabólitos ácidos , como, por exemplo, os ácidos graxos de cadeia curta (SCFA) , o ambiente torna mais difícil o crescimento de bactérias nocivas. Além disso, os SCFA são conhecidos por influenciar as funções epiteliais e as respostas imunológicas7. Dessa forma, os HMO têm um benefício duplo diretamente na função imunológica e através do microbioma intestinal promovido. 


Referências

1  Göhring et al., 2016.
 2 Oliveros, 2020.
 3 Ayechu-Muruzabal et al., 2018.
 4 Zuurveld et al., 2020.
 5 Berger et al., 2020.
 6 Gotho et al., 2018, Kostopoulus et al., 2020.
 7 Li et al., 2018.

 

Compartilhe