Bioproteção – um lighthouse estratégico no combate ao desperdício de alimentos

Uma linha de culturas especiais que ajuda a retardar a deterioração, reduzir o desperdício de alimentos e aumentar a segurança de laticínios e outros alimentos através da fermentação

Os consumidores modernos que se preocupam com a saúde estão buscando comida de verdade, com menos ingredientes artificiais, e não estão dispostos a comprometer o sabor e o prazo de validade. É justamente isso que torna a bioproteção baseada em fermentação algo único: nossas soluções de culturas acabam com este dilema ao oferecer aos clientes uma vantagem competitiva em um espaço de mercado competitivo. Elas possibilitam aos clientes oferecer alta consistência, além de garantir que, assim que um produto chegue ao consumidor, ele estará exatamente como deveria estar – natural. 

O lighthouse de Bioproteção faz parte do negócio de Enzimas e Culturas Alimentares. Em poucas palavras, nossas culturas alimentares permitem que os fabricantes utilizem a fermentação para melhorar a qualidade e a segurança dos alimentos sem comprometer a demanda dos consumidores por menos ingredientes artificiais.  A fermentação é a solução natural que ajuda a inibir a deterioração e proteger contra a contaminação dos alimentos – mantendo-os seguros e frescos por mais tempo. 

 

“A fermentação é uma forma antiga de preservar os alimentos. A bioproteção é o seu equivalente moderno.”


Desde 2013, quando a bioproteção se tornou um lighthouse, uma equipe multifuncional apaixonada, que inclui P&D, vendas e desenvolvimento comercial, obteve sucesso em fazer a receita crescer de praticamente zero para uma parte cada vez mais significativa do negócio de Enzimas e Culturas Alimentares. 

Além dos grandes produtos que foram lançados ao longo dos anos para aplicações de iogurte, salada, salmão e carne vermelha, também comemoramos um importante avanço científico ao descobrir e demonstrar a exata capacidade que as bactérias boas de nossas culturas FRESHQ®  têm em absorver um nutriente no leite do qual leveduras e mofos precisam para crescer (2019). Este é um marco importante que não apenas fortalece nossa liderança científica e vantagem competitiva, mas também nos permite criar futuras gerações de culturas FRESHQ®, ajudando nossos clientes com produtos ainda melhores. 

O que é bioproteção?

Saiba mais sobre esta forma natural de inibir a deterioração e proteger contra a contaminação prejudicial nos alimentos.


Ajudando no combate ao desperdício de alimentos

O desperdício de alimentos é responsável por 8% das emissões globais de gases de efeito estufa. Combater o desperdício de alimentos apresenta um imenso potencial na luta contra as mudanças climáticas. A bioproteção pode ser um impulsionador sustentável decisivo no combate ao desperdício de alimentos, que tem sido um tópico cada vez mais importante para consumidores e reguladores em todo o mundo. 

Ao mesmo tempo que as Nações Unidas estimam que 1/3 dos alimentos é jogado fora, nós vivemos em um mundo com uma população em rápido crescimento e recursos escassos. As bactérias boas podem ser parte da solução para reduzir a quantidade de alimentos que é jogada fora. Nós gostamos de nos referir a isso como a maneira própria da natureza de ajudar a manter os alimentos frescos por mais tempo. A bioproteção através da fermentação pode aumentar a validade de iogurtes, proporcionando aos consumidores mais tempo para consumir o iogurte, sem comprometer a demanda por comida de verdade, sem ingredientes artificiais. Como líder global no setor de laticínios, é nossa responsabilidade lutar por um futuro mais sustentável. Por essa razão, definimos uma meta ambiciosa para reduzir o desperdício de iogurte na União Europeia em 2 milhões de toneladas em 2025. 

Oportunidade de mercado

Na Chr. Hansen, nós acreditamos que sustentabilidade e oportunidades de negócios andam de mãos dadas. Estima-se que a oportunidade de mercado a longo prazo para a bioproteção seja de cerca de 1 bilhão de euros com um mercado endereçável de 200 milhões de euros em 2025. 


Compartilhe