Prevenção é a chave para manter um trato urinário saudável

O desconforto do trato urinário inferior é causado, sobretudo, por problemas comuns de infecção bacteriana em adultos. As mulheres são afetadas de forma desproporcional. Aproximadamente 50% experimentam desconforto no trato urinário durante a vida. Para 20 a 30% das mulheres, isso se torna um problema recorrente.

O desconforto no trato urinário pode ocorrer em diferentes partes do sistema urinário. Os locais mais comuns de problemas de saúde identificados são a bexiga e a uretra. Quando os rins também são afetados, o problema pode ser mais grave. 

 

Para um trato urinário saudável e  para fortalecer as defesas contra patógenos bacterianos no trato urinário inferior, medidas simples podem ajudar:

  • Beba muita água
  • Evite alimentos muito temperados, álcool, cafeína e frutas cítricas
  • Aumente a ingestão de vitamina C 
  • Beba suco de cranberry
  • Tome um suplemento nutricional contendo cranberry.

 

Há evidências científicas substanciais para apoiar essas medidas. Além disso, a ligação entre nutrientes específicos, como cranberry, e a saúde do trato urinário, está bem estabelecida.1-5  

 

 

Referências
1  Vasileiou et al., 2013. Current clinical status on the preventive effects of cranberry consumption against urinary tract infections. Nutr. Res., 33, 595–607
2  Caljouw et al., 2014. Effectiveness of cranberry capsules to prevent urinary tract infections in vulnerable older persons: a double-blind randomized placebo-controlled trial in long-term care facilities. J. Am. Geriatr. Soc., 62, 103–10
3  Stapleton et al., 2012. Recurrent urinary tract infection and urinary Escherichia coli in women ingesting cranberry juice daily: a randomized controlled trial. Mayo Clin. Proc., 87, 143–50
4  Takahashi et al., 2013. A randomized clinical trial to evaluate the preventive effect of cranberry juice (UR65) for patients with recurrent urinary tract infection. J. Infect. Chemother., 19, 112–7
5  Blumberg et al., 2013. Cranberries and their bioactive constituents in human health. Adv. Nutr., 4, 618–32

 

 

Compartilhe