FROOTZEN® - primeira levedura Pichia kluyveri

As leveduras selvagens mais interessantes na natureza proporcionam sabores intensos, elegância e frescor aos vinhos.

'FROOTZEN®'—a primeira e única levedura Pichia kluyveri disponível para vinicultores

VINIFLORA® FROOTZEN® se baseia em uma cepa selecionada de leveduras de vinho, Pichia kluyveri, encontrada naturalmente no suco de uva da Nova Zelândia. Esta levedura Pichia ajuda as vinícolas a atender as demandas por vinhos naturais, autênticos e mais frutados. 

Esta levedura deveria ser usada em inoculação sequencial, na qual FROOTZEN® é inoculado primeiro, e 2 dias depois, (quando a temperatura de fermentação for apros. 18–19°C), uma segunda levedura é inoculada (em geral, uma Saccharomyces cerevisiae), pois FROOTZEN® não suporta mais de 4 a 5% de teor alcoólico. O esquema de 2 inoculações sequenciais reproduz o que acontece em uma fermentação selvagem, trazendo o melhor de dois mundos: a complexidade da fermentação selvagem bem-sucedida com a segurança de uma fermentação alcoólica controlada, com cepas selecionadas.

FROOTZEN® é uma inovação dupla para os vinicultores: 

  • É o primeiro produto comercial baseado em uma cepa selecionada da levedura do vinho natural, Pichia kluyveri, uma levedura não Saccharomyces encontrada em "fermentos selvagens" e selecionada por sua habilidade de estimular os sabores frutados através de um uso mais eficiente dos precursores de sabor naturalmente presentes nas cascas de uva e fermentação em tióis voláteis, compostos frutados potentes que produzem aromas de maracujá e tropicais, no vinho branco, e aroma de groselha, no vinho tinto (Figuras 1 e 2). De fato, FrootZen é o tiol mais potente, produtor de levedura não Saccharomyces no mercado (Figura 1). 
  • É a primeira "levedura congelada para vinicultores". Um produto para produção inovador, que permite, à Chr. Hansen oferecer uma levedura de vinho que os vinicultores podem inocular diretamente em seu mosto: sem reidratação, sem aclimação, sem necessidade de verificar a temperatura da água, com menor risco de erros durante a reidratação da levedura e, finalmente, menos fermentos parados ou lentos. Agora essa é uma notícia fantástica para os vinicultores. 

FROOTZEN® é particularmente adequado para vinhos branco e rosé, mas recentemente alguns novos testes demonstraram quão interessante também é para desenvolver vinhos tintos elegantes e bem-equilibrados (Figuras 1, 2 e 3).

FROOTZEN® proporciona vinhos tintos muito elegantes, graças à habilidade de estimular os tióis em Cabernet-Sauvignon, Cabernet Franc, Syrah (Shiraz), Merlot ou Pinot Noir e vinhos branco e rosé.

FROOTZEN® é único no mercado e incomparável em termos de conversão de precursores de sabor.

Figura 1. Efeito de Pichia kluyveri (Pk) sobre o tiol volátil de concentrações de Sauvignon blanc chileno. A co-inoculação de FrootZen resultou em mais tióis voláteis (3-MH = mercaptohexanol e 3-MHA = acetato de 3-mercaptohexilo), emc omparação com co-inoculação com Metschnikowia.

Figura 2. Efeito de Pichia kluyveri (FROOTZEN®) na produção do tiol no Pinot noir do Chile (2014)

Figura 3. Perfil sensorial de FROOTZEN® (teste) no Pinot noir do Chile (2014) com uma quantidade significativa de sabor de groselha

Compartilhe